Subtenente do Corpo de Bombeiros do Maranhão é preso acusado de matar e ocultar corpo da companheira

0

O crime aconteceu em Bacabeira no último domingo (10), de abril. 

Um subtenente do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), identificado como Mário Sérgio Jardim, foi preso na sexta-feira 15/04, suspeito do crime de feminicídio e ocultação de cadáver, tendo como vítima a companheira dele, identificada como Viviane Batista Marques.

Segundo informações da Polícia Civil do Maranhão, o crime teria acontecido no domingo 10/04, no povoado Gameleira, na cidade de Bacabeira, a 58 km de São Luís.

No dia 13 de abril, o subtenente informou à polícia que a companheira havia desaparecido.

O caso começou a ser investigado e a Polícia Civil conseguiu provas de que, na verdade, se tratava de feminicídio com ocultação de cadáver e não de um mero desaparecimento.

E que o principal suspeito era o próprio marido da vítima.

Diante dos fatos, a polícia representou pela prisão temporária de Mário Sérgio.

O pedido foi atendido pelo plantão judiciário, sendo que o mandado de prisão foi cumprido nesta sexta, em São Luís, por meio do 2° Distrito Policial de Rosário, com apoio da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) e Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC).

Em depoimento na sede da SHPP, o subtenente confessou que praticou o crime e que havia deixado o corpo de Viviane Batista nas proximidades da cidade de Vargem Grande, a cerca de 152 km de São Luís.

Vítima de Feminicídio

Segundo informações Viviane Batista Marques, 31 anos de idade, que residia no Povoado Gameleira, município de Bacabeira, juntamente com o subtenente do Corpo de Bombeiros Sérgio.

Que no último domingo, ela foi vítima de violência física, sofreu espancamento e foi arremessada pra fora do veículo, crime praticado pelo companheiro Sérgio, no município de Rosário.

A vítima foi socorrida para o Hospital em Rosário e depois ela e o agressor foram apresentados no plantão policial de Rosário, sendo que após os procedimentos, os dois foram liberados.

A vítima a partir desse dia, não foi mais vista. E nesta sexta-feira 15, o subtenente Sérgio foi preso e confessou ter assassinado Viviane, informando ainda que o corpo foi levado para o município de Urbano Santos.

E segundo ele, que depois o corpo foi encontrado e, como não havia identificação da vítima, ela foi sepultada como indigente.

O corpo da vítima foi localizado e levado para ser periciado no Instituto Médico Legal (IML). De acordo com a Polícia Civil, a causa da morte ainda será investigada, por meio dos exames periciais.

O celular e o veículo que foi utilizado no crime foram apreendidos, para que possam ser periciados e assim ajudar a polícia na conclusão das investigações.

O subtenente estava, atualmente, lotado no Colégio Militar de Rosário e encontrava-se de férias. E, por ser integrante do Corpo de Bombeiros, o Mário Sérgio Jardim foi preso e entregue ao Comando-Geral do CBMMA, em São Luís, para cumprimento da prisão temporária.

Por meio de nota, o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão afirmou que repudia o crime de feminicídio e que, no âmbito administrativo, adotará as medidas cabíveis para reprimir a conduta do subtenente.

Veja a nota na íntegra:

O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão-CBMMA, vem a público repudiar um crime de feminicídio ocorrido no último domingo (10/04), no povoado Gameleira da cidade de Bacabeira-MA, que tem como acusado um militar da Corporação.

O investigado foi preso hoje (15/04) por força de um mandado de prisão temporária e encontra-se à disposição do Poder Judiciário.

Esclarecemos que as investigações estão a cargo da Polícia Civil, que é a autoridade de Polícia Judiciária competente para apuração do crime cometido.

No âmbito administrativo, o CBMMA adotará as medidas cabíveis para reprimir conduta atentatória a honra pessoal, o pundonor militar e o decoro da classe.
Expressamos nossa solidariedade à família da vítima, na certeza de que a justiça será feita, assim como da continuidade do combate às violências que depreciam o viver em sociedade.

O CBMMA reitera que repudia, veementemente, todo e qualquer ato de violência, principalmente contra a mulher.

G1 MA

comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui