CotidianoMaranhãoPolítica

Câmara de São Luís presta homenagem aos jornais O Imparcial, O Estado e Pequeno

Vereador Pavão Filho (PDT), autor da homenagem aos matutinos com mais de meio século de atuação, destacou a independência como um pilar fundamental para o jornalismo de qualidade

A Câmara Municipal de São Luís prestou uma homenagem, nesta sexta-feira (20), aos jornais O Imparcial, O Estado do Maranhão e Pequeno, que são três dos principais veículos impressos de comunicação, com mais 60 anos de atuação na capital maranhense.

O presidente da Casa, vereador Osmar Filho (PDT), presidiu a solenidade, que contou com a presença de Hilda Marques Bogéa, diretora presidente do Jornal Pequeno; do presidente do Grupo O Imparcial, Pedro Freire; e Clóvis Cabalau, atual diretor de redação de O Estado. Jornalistas dos três periódicos também acompanharam a solenidade.

Antes da sessão solene, o vereador Pavão Filho (PDT), autor da homenagem aos matutinos com mais de meio século de atuação, destacou a independência como um pilar fundamental para o jornalismo de qualidade e ressaltou o compromisso dos três veículos com uma informação de qualidade para com a sociedade. Já o vereador Osmar Filho reforçou a importância da imprensa para o fortalecimento da democracia.

“Esse é um momento muito emocionante para todos nós poder reconhecer, através dessa homenagem, a estes bravos e guerreiros profissionais, que ao longo de décadas, tem escrito através destes jornais, a história da cidade. Cada um com suas características e suas digitais, mas acima de tudo com o compromisso da informação para com a sociedade”, disse Pavão.

“É uma das atribuições da Câmara prestar homenagem a pessoas e categorias e qualquer tipo de segmento que contribuem com o avanço da nossa cidade. O exemplo disso é essa homenagem a esses três jornais que são grandes fontes de informação, que de fato, dão uma grande contribuição levando uma boa informação em todo o estado do Maranhão e fortalece a democracia”, completou o chefe do legislativo.

Homenageados – Com voz embargada, Hilda Bogéa enfatizou que, mais do que nunca, o Jornal Pequeno manterá acesa a chama da permanente luta pela imprensa livre e pela liberdade de expressão no Maranhão. Clóvis Cabalau, diretor de redação de O Estado, destacou o papel da imprensa livre para a democracia.

“Não há democracia sem uma imprensa livre e imparcial, que permita aos cidadãos conhecer os fatos e livremente opinar sobre eles”, afirmou.

Por fim, Pedro Freire lembrou que a missão jornalística de O Imparcial e acrescentou que a credibilidade do matutino, prestes há completar um século, vem da isenção e da independência em “jogar luz sobre todos os fatos relevantes”.

A cerimônia, que foi realizada no Plenário Simão Estácio da Silveira, também contou com a presença do secretário de Articulação Política e Comunicação do Governo do Maranhão, Rodrigo Lago, que no ato representou o governador Flávio Dino; do secretário municipal extraordinário de Assuntos Políticos, Nonato Chocolate, que esteve representando o prefeito Edivaldo Júnior; do presidente do Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, Douglas Cunha; além de familiares e profissionais que atuam nos veículos homenageados.

Histórico

JORNAL PEQUENO – Com 68 anos de existência, o órgão das multidões – como é conhecido o periódico – foi lançado em São Luís pelo jornalista José de Ribamar Bogéa, em 29 de maio de 1951, num momento em que todos os órgãos de imprensa do Estado, de uma forma ou de outra, achavam-se vinculados a grupos ou partidos políticos. O matutino, ainda em seus primórdios fez história, porque surgiu na condição de único órgão de imprensa conceitualmente apartidário, fora de todas as propostas e propósitos políticos vigentes.

O ESTADO – Matutino que pertence ao Grupo Mirante, da família Sarney, tem 60 anos de existência e surgiu em 1º de maio de 1973, depois que o então ex-governador do Maranhão José Sarney e seu amigo pessoal Bandeira Tribuzi compraram o jornal O Dia, que foi fundado em 1959. Na época, os dois decidiram mudar nome do diário em homenagem ao Maranhão: O Estado do Maranhão, porém, decidem que o ano de 1959 é o início do jornal.

O IMPARCIAL – Vovô entre os três homenageados, o veículo que tem 93 anos de historia, entrou em circulação em 1º de maio de 1926 e desde então até hoje, é o jornal mais antigo em circulação do Maranhão. Em 1944, foi adquirido pelos Diários Associados de Assis Chateubriand, onde permanece até hoje. Rapidamente se tornou um dos principais jornais do Estado.

comentários

comentários

Tags

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.
Close

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios