CotidianoMaranhãoPolítica

Governo do Maranhão beneficiará 1.700 famílias com moradias dignas

Esses investimentos fazem parte do Programa Habitacional, promovido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid)

[dropcap]C[/dropcap]om investimentos de cerca de R$ 120 milhões, as obras dos conjuntos habitacionais Jomar Moraes, no Sítio Piranhenga; José Chagas, na Ilhinha; e Piancó, na área Itaqui-Bacanga, seguem em ritmo acelerado e geram emprego e renda.

Serão 1.700 unidades habitacionais dignas, entregues até o fim de 2019, para famílias que vivem em condições de vulnerabilidade social em São Luís”, destacou o secretário de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior. Esses investimentos fazem parte do Programa Habitacional, promovido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid).

Governo do Maranhão-priscila petrus
Residencial Piancó, localizado na área Itaqui Bacanga (Foto: Divulgação)

O Residencial Jomar Moraes recebeu investimentos de R$ 82 milhões, oriundos do Programa Minha Casa Minha Vida, por meio da Caixa e mais contrapartida do Governo do Estado. Rubens Pereira Júnior detalhou que o residencial é formado por 33 blocos de 32 apartamentos e por dois blocos de 24 apartamentos.

Serão beneficiados moradores dos bairros da Liberdade, Camboa e entorno da Avenida Jackson Lago. Esta obra já está em fase de finalização”, explicou Rubens Jr.

Já o Residencial José Chagas, localizado na Avenida Ferreira Gullar, na Ilhinha, na região do São Francisco, está entrando em fase de conclusão com investimentos de cerca de R$ 20 milhões. São oito blocos de 32 apartamentos, totalizando 256 unidades. O empreendimento vai abrigar famílias que moravam em palafitas na área que compreende o São Francisco, Ilhinha e entorno, em São Luís.

O residencial Piancó, que fica na área Itaqui-Bacanga, possui 304 apartamentos. É um investimento do Programa Minha Casa Minha Vida, por meio do Banco do Brasil, na faixa de R$ 20 milhões, também, com contrapartida do Governo do Maranhão. “Estamos avançando cada vez mais para alcançar a meta do projeto do governo Flávio Dino, em diminuir o déficit habitacional no Maranhão, garantindo moradias dignas para quem precisa”, complementou o secretário.

Geração de emprego e renda

A aplicação desses recursos na construção de 1.700 apartamentos em São Luís tem gerado trabalho e renda para os maranhenses neste momento de crise. Ao todo, foram criados milhares de empregos em diversos setores da construção civil.

comentários

comentários

Tags

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios