CotidianoMaranhão

Idosa de 106 anos pode ter sido morta a pauladas por causa de R$ 30, diz polícia

“Nós iniciamos as investigações desde o sábado, quando ocorreu o crime, e pelas características do que já apuramos a hipótese mais contundente é de que estamos diante de um latrocínio, pois houve a subtração de um porta-moeda com cerca de R$ 30,00”, revelou o delegado Fagno Vieira

A polícia do Maranhão acredita que a idosa Antônia Conceição da Silva, de 106 anos, tenha sido vítima de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Segundo o delegado Regional de Balsas, Fagno Vieira, que está à frente do caso, disse que o valor de R$ 30 desapareceu da residência da vítima após a sua morte. Antônia Conceição foi assassinada a pauladas na madrugada de sábado (17) na cidade de Feira Nova do Maranhão, a 783 km de São Luís.

“Nós iniciamos as investigações desde o sábado, quando ocorreu o crime, e pelas características do que já apuramos a hipótese mais contundente é de que estamos diante de um latrocínio, pois houve a subtração de um porta-moeda com cerca de R$ 30,00”, revelou o delegado Fagno Vieira.

O delegado informou ainda que nesta segunda-feira (19) oito pessoas, entre familiares e vizinhos da vítima, serão ouvidas na delegacia de Feira Nova do Maranhão. “Hoje eu me deslocarei para Feira Nova e lá eu vou interrogar pessoas da família da dona Antônia e também alguns vizinhos para saber o que ocorreu nos dois últimos dias antes do crime. Nós já confirmamos, até o momento, o depoimento de oito pessoas”.

Fagno Vieira acredita que a morte da idosa tenha sido causada apenas por uma pessoa, já que foram encontradas pegadas de um indivíduo na residência dela. Ele acrescenta que não descarta a possibilidade dela ter sido morta por alguém que estava frequentando uma festa que ocorria próximo de onde ela morava.

comentários

comentários

Tags

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.
Close

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios