CotidianoMaranhão

Padrasto e tio que mataram criança na zona rural de Presidente Vargas, já estão em liberdade

Ao chegar na beira do riacho, o pequeno Renasson foi morto a paulada, e para se livrarem do corpo, enterrearam a criança em uma corva rasa.

Para a surpresa da mãe, os assassinos do pequeno Renasson, de 05 anos, morto covardemente pelo padrasto e o tio, na zona rura de Presidente Vargas, em outubro de 2017, já se encontram em liberdade.

Na época, o crime chocou a população. Preso desde o dia 20 de outubro, de 2017, padrasto Flauberte Almeida, o “Fabinho” e o tio, Francisco Garcês, o “Chiquinho”, foram beneficiados pela decisão judicial, fortalecendo a tese de que a polícia prende e a Justiça solta.

O crime ocorreu no Povoado Sapucaial, quando os assassinos atrairam a criança para o mato, dizendo que era para matar passarinho.

Ao chegar na beira do riacho, o pequeno Renasson foi morto a paulada, e para se livrarem do corpo, enterrearam a criança em uma corva rasa.

comentários

comentários

Tags

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios