CotidianoMaranhão

PARIDADE DEMOCRÁTICA

Advogada Itamarcia Corrêa Lima, foi mais uma a protocolar pedido de impugnação o secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA,

[dropcap]U[/dropcap]sando o argumento a paridade de condições de elegibilidade, a advogada Itamarcia Corrêa Lima, foi mais uma a protocolar pedido de impugnação o secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA, Sergio Victor Tamer, responsável em conduzir as eleições da entidade para o triênio 2019-2021.

Em documento protocolado nesta sexta-feira (21), Dr. Itamarcia pediu para que Tamer se abstenha de compor o colegiado, com o argumento de que o causídico é sócio do Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública – CECGP que mantem um convênio com o OAB-MA que é comandada por Thiago Diaz, pré-candidato à reeleição.

Dr. Itamarcia pediu para que Tamer se abstenha de compor o colegiado.

IMORALIDADE IMPUGNADA 
A advogada Claudia Roberta Divino também apresentou um pedido de impugnação do secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA, Sergio Victor Tamer, responsável em conduzir as eleições da entidade para o triênio 2019-2021.

Em documento protocolado nesta sexta-feira (21), a defensora pede que Tamer se abstenha de compor o colegiado, com o argumento de que o causídico é sócio do Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública – CECGP que mantem um convênio com o Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão, comandada pelo atual presidente Thiago Diaz, que busca a reeleição.

A advogada Claudia Roberta Divino também apresentou um pedido de impugnação.

EM BUSCA DA MORALIZAÇÃO
O advogado José Roberto Cutrim foi outro defensor que protocolou pedido de impugnação, nesta sexta-feira (21), contra o secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA, Sergio Victor Tamer, responsável em conduzir as eleições da entidade para o triênio 2019-2021.

Em seu argumento, o jovem causídico pontuou que Tamer é sócio do Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública – CECGP que mantem um convênio com o Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão, comandada pelo atual presidente Thiago Diaz, que busca a reeleição.

O advogado José Roberto Cutrim foi outro defensor que protocolou pedido de impugnação, nesta sexta-feira (21).

IMPUGNAR PARA MORALIZAR
O secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA, Sergio Victor Tamer, responsável em conduzir as eleições da entidade para o triênio 2019-2021, sofreu mais um pedido de impugnação.

Agora foi a advogada Daniele Mendes Ferreira que protocolou nesta sexta-feira (21), pedido para que Tamer se abstenha de compor o colegiado, com o argumento de que o causídico é sócio do Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública – CECGP que mantem um convênio com o OAB-MA que é comandada por Thiago Diaz, pré-candidato à reeleição.

Advogada Daniele Mendes Ferreira que protocolou nesta sexta-feira (21), pediu para que Tamer se abstenha de compor o colegiado.

RESPEITO AO PRIMADO DA LEI
Depois das advogadas Itamargarethe Lima e Itamarcia Almeida, agora foi a vez da jovem advogada Itallana Corrêa a apresentar um pedido de impugnação do secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA, Sergio Victor Tamer, responsável em conduzir as eleições da entidade para o triênio 2019-2021.

Nos três documentos protocolados nesta sexta-feira (21), as advogadas pedem para Tamer se abster de compor o colegiado. Em seu pedido, Dra. Itallana argumenta que o causídico é sócio do Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública – CECGP que mantem um convênio com o Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão, comandada pelo atual presidente Thiago Diaz, que tenta viabilizar sua reeleição.

Advogada Itallana Corrêa apresentou um pedido de impugnação do secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA.

EQUILÍBRIO NA DISPUTA
Visando um equilíbrio na disputa eleitoral, a advogada Maria Luzinete também protocolou pedido de impugnação, nesta sexta-feira (21), contra o secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA, Sergio Victor Tamer, responsável em conduzir as eleições da entidade para o triênio 2019-2021.

Em seu argumento, a defensora pontuou que Tamer é sócio do Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública – CECGP que mantem um convênio com o Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão, comandada pelo atual presidente Thiago Diaz, que busca a reeleição.

Advogada Maria Luzinete também protocolou pedido de impugnação, nesta sexta-feira, 21.

IRREGULARIDADE LATENTE
Para impedir que interesses escusos venha prejudicar o pleito eleitoral, a advogada Ionara Pinheiro também pediu a impugnação do secretário da Comissão Eleitoral da Seccional da OAB/MA, Sergio Victor Tamer, responsável em conduzir as eleições da entidade para o triênio 2019-2021.

Em documento protocolado nesta sexta-feira (21), Dra. Ionara pede para que Tamer se abstenha de compor o colegiado, com o argumento de que o causídico é sócio do Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública – CECGP que mantem um convênio com o OAB-MA que é comandada por Thiago Diaz, pré-candidato à reeleição.

Dra. Ionara pede para que Tamer se abstenha de compor o colegiado.

comentários

comentários

Tags

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios