PDT suspende Gil Cutim por voto favorável à Reforma da Previdência

0

Executiva Nacional do PDT decidiu abrir processo disciplinar contra o deputado federal Gil Cutrim por causa do voto do parlamentar do Maranhão a favor da reforma da Previdência, no último dia 10.

Gil Cutrim está suspenso de sua representação partidária até a conclusão do processo.

Estima-se que a sigla levará até 60 dias para decidir se os político será punido.

Outros sete integrantes da bancada do PDT que votaram a favor da reforma previdenciária também foram suspensos. Foram eles Tabata Amaral (SP), Alex Santana (BA), Subtenente Gonzaga (MG), Silvia Cristina (RO), Marlon Santos (RS), Jesus Sérgio (AC) e Flávio Nogueira (PI).

Os deputados suspensos não poderão se manifestar em nome do partido nem participar de comissões da Câmara.

O Diretório Nacional do PDT havia fechado questão, em março, contra a votação da reforma da Previdência apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro.

Desrespeitar uma decisão da sigla nessas circunstâncias pode acarretar até na expulsão dos dissidentes.

Em nota, o PDT informou que a Comissão de Ética abrirá espaço para a ampla defesa dos deputados.

O órgão irá preparar um relatório que, em última instância, será discutido pelo pleno do Diretório Nacional.

comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui