Cotidiano

Polícia investiga caso de delegado baleado e modelo morta em prédio no ABC como tentativa de assassinato e suicídio

Polícia Civil investiga como tentativa de assassinato e suicídio o caso do delegado ferido a tiros e da modelo baleada e morta na quarta-feira (20), dentro do apartamento dele, em São Bernardo do Campo, ABC Paulista.

Segundo o boletim de ocorrência (BO) feito no 1º Distrito Policial (DP) da cidade, a principal linha da investigação até o momento é a de que Priscila Barrios, de 27 anos, atirou em Paulo Bilynskyj, de 33, e depois se matou. Ele sobreviveu.

Procurada nesta quinta-feira (21) pelo G1, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou por meio de nota, no entanto, que outras hipóteses poderão ser investigadas durante o curso da investigação se surgirem outros indícios de crimes.

Anúncios

Ainda segundo a pasta da Segurança, a delegacia está ouvindo testemunhas e analisa vídeos gravados por câmeras do circuito interno de segurança do prédio para tentar saber como Priscila morreu baleada e como Paulo foi ferido a tiros.

A versão da tentativa de homicídio e suicídio foi apresentada à delegacia que investiga o caso por um vizinho do delegado e três policiais militares que atenderam a ocorrência. Todos falaram com Paulo, que ainda não foi ouvido oficialmente pela Polícia Civil .

Até esta quinta-feira, Paulo estava internado no Hospital Mário Covas, em Santo André, onde teria sido operado, segundo policiais. Ainda de acordo com eles, o estado de saúde do delegado era estável.

Como o caso da modelo e do delegado envolve um agente público de segurança da Polícia Civil, a Corregedoria da instituição irá apurar administrativamente a conduta de Paulo para saber se ele cometeu alguma irregularidade funcional.

Ainda de acordo com o boletim, o delegado aparece como vítima de tentativa de assassinato e a modelo está como autora desse crime e vítima do suicídio que teria cometido.

Segundo o registro no 1º DP de São Bernardo, o caso ocorreu por volta das 7h no apartamento do condomínio onde o delegado mora, na Avenida Francisco Prestes Maia, no Centro do município.

Vizinho

Um vizinho de Paulo que aparece no BO contou que foi acordado com barulho de disparos de arma de fogo vindo do apartamento do delegado.

Falou ainda ter ouvido cinco tiros e Paulo dizendo “não! não!”. Depois disse ter escutado uma sequência de disparos, em seguida uma pausa, depois mais disparos até cessarem.

Após isso, o vizinho falou que ligou para o telefone 190 da PM para comunicar o que estava ocorrendo no imóvel ao lado.

Pouco tempo depois, relatou que o delegado bateu “desesperadamente” na sua porta e “pedia socorro”, mas não abriu porque “ficou amedrontado”.

Indagado pelos investigadores sobre como era o relacionamento do delegado com a modelo, o vizinho responde que não saberia dizer porque “nunca viu Priscila” antes.

Ele ainda declarou que não ouviu discussão antes dos disparos, “inclusive no dia anterior”, e nem voz feminina no apartamento.

Paulo Bilynskyj — Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

PMs

Os três agentes da Polícia Militar (PM) que foram até o prédio checar o chamado do vizinho sobre os tiros contaram no BO que encontraram Paulo caído no elevador, do hall de entrada, pedindo socorro após ter sido baleado.

Segundo os PMs (um tenente e dois cabos), o delegado estava consciente, falando que sua namorada tentou matá-lo dentro do apartamento. E que ela estava armada com uma pistola, mas havia outras armas dentro do imóvel.

Segundo um policial militar, Paulo lhe disse: “Eu estou baleado. Eu sou delegado e a minha mulher tentou me matar”.Os PMs contaram que o delegado foi socorrido inicialmente ao Hospital Green Line, em São Bernardo, onde teria sido operado.

Delegado baleado e modelo morta em prédio no ABC

Eles falaram ainda que, ao ouvirem o delegado contar que a namorada estava armada e tinham outras armas no apartamento, decidiram pedir reforço policial e entrarem no imóvel usando um escudo balístico.

De acordo com os agentes, para entrar no apartamento os policiais militares arrombaram uma porta da área de serviço que estava trancada. E ali encontraram a modelo “inconsciente”, de cócoras, mas com “sinais vitais”.

Ao ser socorrida pelos PMs, eles viram que ela estava sangrando e tinha uma perfuração no peito de arma de fogo. Perto dela estava uma faca, mas sem sangue.

Priscila também foi levada ao mesmo hospital para onde o delegado tinha ido, mas chegando lá, ela não resistiu ao ferimento e morreu.

Armas

Segundo os PMs, havia sangue no banheiro, no piso e em algumas paredes dentro do apartamento. E marcas de mãos ensanguentadas no espelho de uma academia dentro de um dos quartos.

De acordo com o boletim de ocorrência, foram encontradas seis armas (duas pistolas, dois fuzis, uma metralhadora e uma espingarda) e munições do delegado espalhadas em cômodos da residência (corredor, sofá da sala e cama do quarto). Também tinha marca de tiro na parede e projétil no piso.

As armas e munições foram apreendidas juntamente com celulares, computadores e o vídeo da gravação das câmeras do prédio.

Ainda de acordo com o registro da polícia, a perícia encontrou pólvora nas mãos da modelo. Como o delegado foi direto para o hospital, ele não passou pelo exame residuográfico.

Também foi coletado material genético (DNA) no gatilho da pistola Glock 9 mm, da qual teriam partido os disparos. A polícia investiga se Priscila a usou e saiba atirar. Uma foto dela na sua rede social posando com uma arma está sendo analisada pelos policiais.

Foi feita ainda perícia numa viatura da Polícia Civil que estaria com o delegado e estava estacionada no Hospital Green Line.

A viatura foi devolvida depois ao 101º DP, Jardim das Imbuias, na capital, onde Paulo trabalha.

Delegado Paulo Bilynsky tem fotos e vídeos que demonstram como atirar — Foto: Reprodução/Arquivo pessoal
Delegado Paulo Bilynsky tem fotos e vídeos que demonstram como atirar — Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

O que dizem

O delegado é conhecido na internet por postar diversos vídeos, fotos e mensagens sobre seu trabalho, além de dar aulas como instrutor de tiro.

G1 não conseguiu localizar parentes ou representantes dele ou da modelo para comentarem o assunto. Paulo é paulistano. Priscila nasceu em Campo Bom, no Rio Grande do Sul.

Num vídeo que circula nas redes sociais, o delegado deu a versão dele para o que teria ocorrido dentro do apartamento:

“Ontem [terça-feira, dia 20], Priscila, minha namorada, viu uma mensagem de antes de ela ir para minha casa. Hoje [quarta-feira], antes de eu sair do banho, ela deu seis tiros em mim. Depois deu um tiro nela mesma”, diz Paulo, que aparece deitado numa maca, dentro do primeiro hospital para onde foi levado em São Bernardo.

“Eu estou em estado grave, vou passar por cirurgia”, conta o delegado, sem dar detalhes no vídeo qual seria o conteúdo da mensagem que a modelo teria visto no celular dele. Paulo foi transferido depois para o Hospital Mário Covas, em Santo André, onde continuava internado até esta quinta-feira (21).

SSP

Por meio de nota da sua assessoria de imprensa, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que o inquérito que apura o caso como tentativa de assassinato e suicídio ainda não foi concluído.

E que, segundo a pasta, caso surjam provas novas, outras hipóteses poderão ser investigadas:

“O caso é investigado como tentativa de homicídio e suicídio pelo 1º DP de São Bernardo do Campo e a Corregedoria Auxiliar do Demacro também acompanha as apurações. Diligências estão em andamento e as equipes analisam imagens e realizam a oitiva de testemunhas. Todas as circunstâncias são apuradas. A Polícia Civil esclarece que a natureza da ocorrência é tipificada com as informações colhidas no momento do registro e pode ser alterada no decorrer das investigações, sem prejuízos às apurações”, informa a nota da pasta da Segurança encaminhada por sua assessoria de imprensa à reportagem.

 

comentários

comentários

Anúncios
Etiquetas

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios