CotidianoMaranhão

Quem tem direito até R$ 5.000 no Pasep no Banco do Brasil

Estão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas do Pasep, segundo o Banco do Brasil.

Quem tem direito até R$ 5.000 no Pasep no Banco do Brasil. Começou nesta terça-feira (20/8/2019) o saque das cotas do fundo Pasep para quem não tem conta no Banco do Brasil e possui saldo de até R$ 5.000. Segundo o banco, os cotistas podem pegar o dinheiro por meio de transferência pela internet ou nos caixas eletrônicos. O fundo Pasep é para servidores públicos. Não há prazo limite para o saque.

Os trabalhadores com mais de R$ 5.000 no fundo Pasep e que não têm conta no BB poderão sacar a partir de quinta-feira (22), pessoalmente nas agências do banco. Na segunda-feira (19), foi liberado o saque do fundo para quem tem conta no BB.

O saque do fundo PIS para quem tem conta corrente ou poupança na Caixa Econômica Federal também foi liberado na segunda-feira (19). Quem não é cliente da Caixa começará a receber depois, conforme a idade. O fundo PIS é para funcionários de empresas privadas. Veja o calendário do fundo PIS/Pasep aqui ou mais abaixo neste texto.

Tem direito ao saque do fundo PIS/Pasep quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988 e ainda não retirou os recursos. Quem trabalhou nesse período em empresa privada tem cota no PIS, enquanto quem atuou em órgão público tem cota no Pasep.

Quem tem direito até R$ 5.000 no Pasep no Banco do Brasil-priscila petrus
Quem tem direito até R$ 5.000 no Pasep no Banco do Brasil-priscila petrus

COMO SACAR?

Para os servidores públicos (Pasep), os saques deverão ser feitos pelo Banco do Brasil. Quem não tiver conta no banco poderá fazer a transferência (TED) sem custo no valor de até R$ 5.000 para outra instituição. A transferência poderá ser feita pela internet, por meio do site do BB ou pelos terminais de autoatendimento do banco. Saques acima de R$ 5.000 só podem ser feitos nas agências do BB.

Estão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas do Pasep, segundo o Banco do Brasil.

Para trabalhadores de empresas privadas (PIS), os saques poderão ser feitos nas casas lotéricas, representantes Caixa Aqui e caixas eletrônicos da Caixa com o uso do Cartão Cidadão e senha. Quem não tiver o cartão, poderá sacar no balcão de atendimento nas agências da Caixa.

Para tirar dúvidas sobre o saque das cotas do PIS, o banco disponibilizou a página www.caixa.gov.br/cotaspis, além do aplicativo Caixa Trabalhador, disponível na App Store e na Google Play.

São 10,4 milhões de trabalhadores com direito ao saque em todo o país, segundo a Caixa. A liberação desses recursos poderá movimentar até R$ 18,3 bilhões, de acordo com estimativas do banco estatal.

QUANDO O SAQUE SERÁ LIBERADO?

Quem trabalhou em empresa privada e tem cota no PIS deve fazer o saque pela Caixa. Se tiver conta no banco, o saque já foi liberado. Confira todas as datas:

  • 19 de agosto: crédito em conta para clientes da Caixa
  • 26 de agosto: cotistas com 60 anos ou mais e que não têm conta na Caixa
  • 2 de setembro: cotistas com até 59 anos e que não têm conta na Caixa

No caso dos servidores públicos que têm cota no Pasep, o pagamento é feito pelo Banco do Brasil. Quem tem conta no banco já recebeu. As datas de liberação são as seguintes:

  • 19 de agosto: crédito em conta para clientes do BB
  • 20 de agosto: cotistas que não têm conta no BB e possuem saldo de até R$ 5.000 (transferência pela internet ou nos caixas eletrônicos)
  • 22 de agosto: cotistas que não têm conta no BB e possuem saldo acima de R$ 5.000 (atendimento nas agências)

COMO SABER SE TENHO DINHEIRO NO FUNDO PIS/PASEP?

Empregados de empresas privadas podem fazer a consulta nos seguintes canais:

  • pelo site da Caixa. Precisa do CPF ou PIS/ NIS (Número de Identificação Social)/ NIT (Número de Identificação do Trabalhador) e da senha para internet
  • no aplicativo Caixa Trabalhador: clique em “Informações Cotas do PIS”, informe o seu CPF ou NIS, a data de nascimento e a senha para internet
  • no Autoatendimento (com Cartão Cidadão) ou no internet banking (na opção “serviços ao cidadão”), caso seja correntista da Caixa

Funcionários públicos podem fazer a consulta das seguintes formas:

  • no site do Banco do Brasil. Precisa informar número de inscrição no Pasep ou CPF e data de nascimento
  • pelos telefones 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais localidades). Precisa informar número de inscrição no Pasep ou CPF e data de nascimento
  • A última opção é nas agências do Banco do Brasil, com documento de identidade que contenha RG, CPF e foto. Mas o BB recomenda tentar primeiro o atendimento online ou por telefone. Se for direto à agência, a pessoa corre o risco de perder a viagem, caso não haja saldo

QUEM PODE TER DINHEIRO NA COTA DO PIS/PASEP?

De 1971 até 1988, as empresas e órgãos públicos depositavam dinheiro no fundo PIS/Pasep em nome de cada um dos seus funcionários e servidores contratados. Cada trabalhador, então, era dono de uma parte (cota) no fundo.

Portanto, quem trabalhou antes de 4 de outubro de 1988 como contratado em uma empresa privada tem uma cota no PIS e quem atuou como servidor público tem uma cota do Pasep. Esses recursos não têm relação com o abono salarial do PIS/Pasep, que é pago anualmente a trabalhadores que recebem até dois salários mínimos por mês.

SAQUES DO FGTS

A Caixa também anunciou o calendário de saques do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Os R$ 500 de cada conta do fundo começam a ser liberados em 13 de setembro para quem tem conta no banco. Para quem é correntista de outras instituições, o dinheiro poderá ser sacado a partir de 18 de outubro.

As duas liberações (FGTS e PIS/Pasep) fazem parte da Medida Provisória 889, que precisa ser aprovada pelo Congresso até 20 de novembro para não perder a validade. Fonte UOL

https://www.mixvale.com.br/2019/08/21/quem-tem-direito-ate-r-5-000-no-pasep-no-banco-do-brasil/?fbclid=IwAR1FrYPB_BO–a-b8X1bUInP0xzWjImUodTrFi0mdmSWA7BUJEqIX9DTopY

comentários

comentários

Tags

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios