MaranhãoPolítica

Resistência de Weverton aos ataques contra a democracia é lembrada nesta quarta-feira

Weverton reprovou a tentativa de chapa adversária de se associar ao  ex-presidente Lula. “Nossos adversários agora querem dizer que são  amigos do Lula, mas eles mostraram para todo o país de que lado eles  sempre estiveram e não é o lado do Lula e o lado do povo”, frisou o  pedetista.

A educação foi a pauta do encontro do postulante ao Senado, Weverton
Rocha, no café da manhã realizado no seu comitê central, nesta
quarta-feira (5). O candidato do PDT recebeu o apoio de amigos,
correligionários e outros candidatos a deputado estadual e federal no
evento, que contou ainda com a participação de Ricardo Cappelli, que
comanda a Secretaria Estadual de Representação em Brasília, que destacou
a coragem do pedetista.

“A casa de Weverton em Brasília virou o ponto de
resistência aos ataques contra a democracia brasileira e por isso ele
precisa estar no Senado Federal não só para ajudar o Maranhão, mas para
ajudar o Brasil”, lembrou o jornalista.

O secretário municipal de Educação, professor Moacir Feitosa, comentou
com entusiasmo a nota do Maranhão no Ideb (Índice de Desenvolvimento da
Educação Básica), divulgada esta semana. “As mudanças promovidas pelo
programa Escola Digna do governo de Flávio Dino são provas de que
estamos no caminho certo e que o caminho é pela educação e precisamos de
reforço no Senado Federal”, comentou o professor.

A coragem do candidato também foi lembrada na caminhada realizada pelas
ruas do Retiro Natal. “Ele tem coragem, é de luta e estamos precisando
de gente assim lá em Brasília para defender o maranhense”, pontuou Maria
da Fita, moradora da área.

Em Caxias, em um comício com os candidatos Adelmo Soares, Eliziane, 
Márcio Jerry e o prefeito de Lago da Pedra, Laércio Arruda, o governador 
Flávio Dino também enfatizou a coragem de Weverton. “Precisamos de 
juventude para renovar, de pessoas de coragem e Weverton tem todas essas 
credenciais para ser senador”, assegurou Dino.

Weverton reprovou a tentativa de chapa adversária de se associar ao 
ex-presidente Lula. “Nossos adversários agora querem dizer que são 
amigos do Lula, mas eles mostraram para todo o país de que lado eles 
sempre estiveram e não é o lado do Lula e o lado do povo”, frisou o 
pedetista.

comentários

comentários

Etiquetas

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios