BrasilPolítica

Sara Winter deixa cadeia nesta quarta

A líder do grupo extremista “300 do Brasil”, Sara na do Distrito Federal. De acordo com o secretário de Administração Penitenciária, Adval Cardoso, a segurança do presídio será reforçada para que a saída da ativista ocorra.

“Por precaução, vamos montar um esquema especial de segurança. Nossa inteligência está trabalhando em cima disso, pois existe uma possibilidade de que o pessoal do grupo dela vá até o local. Portanto, por via das dúvidas, achamos melhor reforçar”, afirmou Cardoso ao portal Metrópoles.

A ativista deve deixar o local apenas no fim da noite de hoje. “Só sai no fim do dia, às 23 horas, 59 minutos e 58 segundos”, disse Cardoso.
A Justiça decidiu não prorrogar o pedido de prisão temporária por mais cinco dias. Sara Winter foi presa no último dia 15, após uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. O pedido de prisão foi feito no âmbito do inquérito que apura a realização de atos antidemocráticos, que está sob relatoria do ministro.

No último dia 27, Sara foi um dos alvos da operação da Polícia Federal no âmbito do inquérito das fake news, também relatado por Alexandre de Moraes. Após a operação, a ativista divulgou nas redes sociais um vídeo com ofensas a Moraes e aos demais ministros da Corte. Ela chegou a desafiar Moraes a “trocar socos”.
“Eles não vão me calar, de maneira nenhuma. Pelo contrário, eu sou uma pessoa extremamente resiliente. Pois agora, meu e não é que ele mora em São Paulo? Porque se estivesse aqui eu já estaria na porta da casa dele convidando ele para ‘trocar soco’ comigo. Juro por Deus, essa é a minha vontade. Eu queria trocar soco com esse ‘filha da puta’ desse ‘arrombado’! Infelizmente não posso, mas eu queria. Ele mora lá em São Paulo, né? Pois você me aguarde, Alexandre de Moraes. O senhor nunca mais vai ter paz na vida do senhor!”, esbravejou a ativista.

comentários

comentários

Etiquetas

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios