CotidianoMaranhão

SEGURANÇA AGRIDE ADVOGADA EM BALADA 

“Ele tinha o dever de zelar pela integridade física e não de machucar”, disse a Advogada.

A advogada Sorhaya Allana Rodrigues Ferreira, 29 anos, disse que vai fazer, nesta segunda-feira (14/10), o reconhecimento da segurança suspeita de agredi-la na saída de uma festa eletrônica em Brasília, na madrugada de sábado (12).

“Ela tinha o dever de zelar pela integridade física e não de machucar”, disse a Advogada.

Sorhaya Allana afirmou ter levado um soco que a acertou nas proximidades do olho, causando um corte no supercílio o qual precisou de três pontos para ser fechado.

Ela também sofreu lesões nos braços e pernas.

A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) investiga o caso.

Por volta das 4h10, de acordo com a advogada, ela resolveu deixar o evento com um amigo, mas quis retornar.

Sorhaya percebeu que o celular estava com pouca bateria e não tinha instalado o aplicativo para solicitar um motorista.

O colega conseguiu entrar, mas ela foi barrada.

“A segurança não me deixou passar, começou a ficar muito grossa. Não queria justificar o motivo pelo qual eu não poderia voltar e se negou a chamar alguém. Quando peguei o celular para filmar a abordagem, ela me derrubou no chão, bateu minha cabeça e eu desmaiei”, narrou.

Conforme relato da advogada, ela foi levada à enfermaria, onde prestaram os primeiros socorros. “Acordei meio confusa. Mas resolvi filmar novamente e me colocaram para fora. Consegui registrar o rosto da mulher que me agrediu, da segurança que estava junto com ela, e, quando fui filmar o coordenador da empresa, ele pegou o celular. Só me devolveram o aparelho quando um policial militar apareceu”, detalhou.

Fonte da notícia: metropoles

comentários

comentários

Tags

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.
Close

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios