Política

Yunes diz à PF que detalhou a Temer pedido de Padilha para receber encomenda de Funaro

Yunes

Advogado José Yunes, ex-assessor especial do presidente Michel Temer, disse em depoimento à Polícia Federal ter detalhado a Temer um pedido do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, para que ele, Yunes, recebesse em 2014 uma encomenda entregue por Lúcio Funaro, apontado pela PF como operador do MDB.

No depoimento, ao qual o blog teve acesso, Yunes disse que “detalhou” a Temer sobre o “tal pedido, alguns dias depois”.

O depoimento

José Yunes prestou depoimento no âmbito da Operação Skala, que prendeu, entre outros, o próprio advogado e o coronel da PM João Batista Lima. Ambos são amigos de Temer.

À PF, Yunes disse que, ao relatar ao presidente o episódio da encomenda, Temer deixou claro que não sabia do pedido e “demonstrou estranhamento”.

“Inclusive o depoente falou para Temer que ficou estarrecido com a tal figura deliquencial, ao tomar conhecimento pelo google sobre envolvimento em escândalos por Lucio Funaro”, declarou.

No depoimento, Yunes também foi questionado sobre a venda de uma casa à primeira-dama, Marcela Temer, conforme antecipou o blog no mês passado.

Ele confirmou a venda e disse ter comprado a casa por R$ 750 mil e a vendido por R$ 830 mil.

O advogado informou à polícia que não se lembra quais contas bancárias foram usadas para as transações comerciais com o presidente.

Lúcio Funaro

Delator da Lava Jato, Funaro afirmou ter ido ao escritório de Yunes buscar R$ 1 milhão a pedido do ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima, também do MDB.

Ainda na delação, Lúcio Funaro também disse ter “certeza” de que José Yunes sabia que se tratava de entrega de dinheiro.

comentários

comentários

Etiquetas

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios